Comentário da manhã

Comentário da manhã – 25/11/19 (11h15min) SOJA – CBOT opera em leve alta de 1 a 2 cents nesta manhã de segunda-feira, a U$ 8,98/janeiro.

O pregão de sexta-feira foi encerrado com queda de 4 cents/bu.

Na sexta-feira, mercados globais fecharam no vermelho devido ao pronunciamento do presidente chinês prometendo que, caso precise, vai retaliar a não remoção das tarifas por parte dos EUA.

Dessa forma, os prêmios pagos pela soja brasileira voltaram a se firmar, terminando com a negociação de vários lotes para embarque entre fevereiro e junho.

Pelo menos 30 navios foram negociados.

O rebanho de suínos da China mostrou sinais de recuperação depois de 18 meses de queda.

O rebanho de matrizes também mostra sinais de recuperação.

O governo voltou a subsidiar os suinocultores.

Espera que, para final de 2020, o rebanho chegue a pelo menos 80% do que era antes do ataque de febre suína africana.

Com isso, espera-se para o próximo ano um aumento na importação de soja para algo como 94MT, ante 83/84MT deste ano.

Indicações de compra no oeste do estado entre R$ 85,50/86,50 – dependendo de prazo e de local.

Em Paranaguá, na faixa entre R$ 90,00/91,50.

MILHO – CBOT opera levemente em alta nesta manhã de segunda-feira, a U$ 3,70/dezembro.

Na sexta-feira, pregão fechou com alta de 1,75 cents.

Devido ao mercado bastante aquecido e à falta de ofertas, algumas empresas brasileiras começam a prestar atenção sobre a possibilidade de importação de milho norte-americano.

A diferença de preço entre o Golfo do México (mais barato) e o Porto de Santos é de apenas U$ 5,00 por tonelada.

A taxa de câmbio em alta também é um limitador.

Compras no exterior é algo para se observar no decorrer.

Outra opção é importar milho argentino; porém, os preços no país vizinho têm acompanhado a alta do produto brasileiro – o que deixa de ser atrativo neste momento.

Apesar da aparente falta de oferta doméstica, existe bom volume de milho estocado; porém, os produtores jogam na defensiva, retendo o produto.

O milho norte-americano está com baixo ritmo de exportações e a produção de etanol um tanto quanto fraca.

A China também possui estoques altos devido a toda à redução do consumo causada pela peste suína africana.

A Ucrânia também se apresenta com produção cheia e exportações de mais de 30MT.

No geral, existe boa oferta; internamente, porém, em razão dos transtornos climáticos e da aceleração das exportações, a disponibilidade é baixa.

Indicações de compra, no oeste do estado, entre R$ 39,50/40,50 – dependendo de prazos e de localização.

Porto mantém indicações entre R$ 40,50/41,00 por saca.

(AS INDICAÇÕES DE PREÇO, TANTO PARA SOJA QUANTO PARA MILHO, SÃO UMA IDEIA GENÉRICA DE PREÇOS PARA O OESTE DO ESTADO E, EVENTUALMENTE, PARA O PORTO DE PARANAGUÁ.

PARA INDICAÇÕES MAIS PRECISAS É NECESSÁRIO SUBMETER O LOTE EM QUESTÃO NUMA PROPOSIÇÃO FIRME DE VENDA PARA O MERCADO – PARA ISTO, LIGUE PARA GRANOESTE: (45) 3220-8383).

DÓLAR – Opera em alta, na faixa de R$ 4,21 – (GRANOESTE CORRETORA – Camilo/Stephan).