Comentário da manhã

Comentário da manhã – 05/11/19 (10h21min) SOJA – Mercado opera em ligeira baixa nesta manhã de terça-feira, a U$ 9,36/janeiro – ainda digerindo o bom avanço da colheita norte-americana.

Ontem, pregão fechou com alta de 1,5 cent.

A colheita da safra de soja norte-americana chega a 75%, ante 81% da mesma semana do ano passado e 87% de média.

Houve progresso de 14 pontos percentuais na semana – considerado bastante satisfatório.

Os dados são do USDA.

Os preços do óleo de palma na Malásia atingiram o nível mais alto em quase dois anos.

Isso fez disparar o preço do óleo de soja e de outros óleos concorrentes – como canola e girassol.

Analistas atribuem os ganhos à quebra de safra em consequência de problemas climáticos, bem como pelo aumento do consumo na Índia e na China.

As inspeções de embarque de soja norte-americana ficaram em 1,48MT na semana passada.

Até o momento, na temporada, os embarques somam 9,55MT, ante 8,62MT da mesma época da temporada anterior.

Os dados são do USDA.

Apesar de uma série de transtornos climáticos, o plantio da safra brasileira de soja chega a 43,5%, contra 30,7% da semana anterior, 55,2% da mesma época no ano passado e 39,8% de média histórica.

No Paraná, o plantio chega a 68%, ante 67% da mesma data do ano anterior e 64% de média.

No Mato Grosso chega a 82%, contra 90% do ano passado e 61,8% de média.

Os dados são da consultoria Safras & Mercado.

Indicações de compra no Oeste do estado na faixa de R$ 82,00/83,00, dependendo de local de embarque e de prazo de pagamento – com mais presença de indústrias.

Em Paranaguá, na faixa entre R$ 87,50/88,50.

MILHO – Opera estável nesta manhã de terça-feira, a U$ 3,84/dezembro.

Ontem, o pregão fechou com 6 cents negativos.

As inspeções de embarque de milho referentes à semana encerrada dia 31 de outubro totalizaram 0,27MT, ante 1,28MT da mesma semana do ano passado.

Até o momento, na temporada, foram embarcadas apenas 3,75MT, contra 9,98MT do mesmo período da temporada 2018/19.

De acordo com o relatório do USDA, a colheita da safra de milho chega a 52%, contra 74% da mesma data do ano passado e 75% de média histórica.

Na semana, houve avanço de 11 pontos percentuais.

Quanto à qualidade, 58% das lavouras são consideradas boas/ excelentes, mesmo índice da semana anterior.

Na mesma data do ano passado, este índice era de 68%.

O plantio de safra de verão no Brasil atinge 68,6% da área de 3,936MH, em levantamento referente ao primeiro dia do mês de novembro.

Na mesma época no ano passado, o plantio estava em 75%.

No Paraná, a área está estimada em 0,5MH e o plantio chega a 93%, contra 96% da mesma época no ano passado.

No Rio Grande do Sul, a área é projetada em 1,12MH, e o plantio atinge 95%, ante 93% da mesma data do anterior.

Os dados são da consultoria Safras & Mercado.

No mercado doméstico, depois da expressiva alta das últimas semanas, os preços buscaram certa acomodação, com indicações de compra, no oeste do estado, entre R$ 37,50/38,50 – dependendo de prazos e de localização.

Porto mantém indicações entre R$ 39,50/40,50 por saca.

(AS INDICAÇÕES DE PREÇO, TANTO PARA SOJA QUANTO PARA MILHO, SÃO UMA IDEIA GENÉRICA DE PREÇOS PARA O OESTE DO ESTADO E, EVENTUALMENTE, PARA O PORTO DE PARANAGUÁ.

PARA INDICAÇÕES MAIS PRECISAS É NECESSÁRIO SUBMETER O LOTE EM QUESTÃO NUMA PROPOSIÇÃO FIRME DE VENDA PARA O MERCADO – PARA ISTO, LIGUE PARA GRANOESTE: (45) 3220-8383).

DÓLAR – Opera, neste momento, em R$ 4,02 – em ligeira alta.

Ontem fechou em R$ 4,015.

(GRANOESTE CORRETORA – Camilo/Stephan).