Comentário de Mercado

SOJA – CBOT opera novamente em alta, de 11 a 13 cents, a U$ 15,51/julho, neste momento, manhã de terça-feira. Apesar do bom avanço do plantio norte-americano, o mercado segue postado no aperto do quadro de oferta e demanda, na alta expressiva dos preços do óleo e nos ganhos firmes no mercado do milho.
– Em geral, o clima segue favorável para a implantação das lavouras nos EUA. Porém, no Sul e em partes das áreas centrais, chuvas mais intensas podem atrasar os trabalhos de campo. Na porção norte, a queda de temperatura neste fim de semana pode limitar o desenvolvimento das áreas já semeadas; mas, não há perspectivas de perdas.
-Até o último fim de semana, o plantio da safra norte-americana de soja chegava a 24%, ante 21% da mesma data do ano passado e 11% de média histórica, com bom avanço nos principais estados.
– Depois de atingir o recorde mensal histórico em abril, com 17,38MT, as exportações brasileiras de soja devem alcançar pelo menos 12,0MT em maio. Nos três primeiros meses da temporada, o volume chega a 33,77MT, ante 30,92MT embarcadas no mesmo período do ano passado.
– Os prêmios são cotados, no mercado spot, entre 35 e 15 cents negativos; para junho / julho são indicados entre negativos 15 e positivos 10 e, para agosto, entre 60 e 80 sobre a CBOT.
– Indicações de compra no mercado pronto, no oeste do estado, na faixa entre R$ 176,00/177,00 por saca; indicações que podem avançar para R$ 177,00/179,00 para junho/julho. Em Paranaguá, no mercado spot, interesse entre R$ 181,00/182,00 – dependendo de prazos de entrega e pagamento e, no interior, também do local de embarque.

MILHO – CBOT opera em alta de 3 a 5 pontos neste momento, manhã de quarta-feira, cotada a R$7,00/julho. Ontem, o pregão fechou com 17 pontos de alta. Mercado rompe a barreira dos U$7,00/bushel, impulsionado pelos baixos estoques e, sobretudo, pelas complicações climáticas nas áreas de milho safrinha no Brasil.
– Os participantes também se mantêm atentos ao plantio e evolução da safra norte-americana, que será decisiva para a formação dos preços nos próximos meses.
– Segundo o USDA, até o último domingo o plantio nos EUA estava em 46%, ante 48% do ano anterior e média histórica de 36%.
– De acordo com Safras & Mercado, o lote milho de 40 mil toneladas, importado da Argentina, deve chegar no porto de Paranaguá no dia 16 de maio e será desembarcado até o dia 25.
– O DERAL informa que o plantio de safrinha chega a 99% no estado do Paraná. As condições das lavouras vêm se deteriorando com o passar dos dias; no presente são consideradas: 28% boas, 45% regulares e 27% ruins.
– Interesse de compra, no oeste do estado, na faixa de R$ 106,00/107,00 por saca, dependendo de localização e prazo; em Paranaguá, indicações na faixa de R$ 86,00/88,00 por saca para embarque em julho/agosto.

CÂMBIO – Dólar opera em leve baixa, cotado em R$5,40 neste início de manhã de quarta-feira. Ontem fechou em, R$ 5,43. (Granoeste – Camilo / Stephan).