Comentário de Mercado

SOJA – CBOT opera em alta de 8 a 10 cents, a U$ 13,10/agosto, neste momento, manhã de segunda-feira. Depois das recentes perdas, inclusive no último pregão, que teve queda na faixa de 30 cents, os investidores passam a atuar na ponta compradora.
– Apesar dos ganhos, o mercado se vê pressionado por melhores chuvas em extensas áreas do oeste e norte do cinturão de cultivo dos EUA.
– Além disto, a Suprema Corte dos EUA decidiu a favor das pequenas refinarias de petróleo que buscavam a redução da mistura de biocombustíveis na gasolina e no óleo diesel. Isto deve implicar em diminuição da demanda por etanol e biodiesel. Porém, ainda é cedo para se ter uma ideia clara dos impactos negativos sobre o consumo.
– O mercado também busca se posicionar sobre os dois importantes relatórios que o USDA irá divulgar nesta quarta-feira, 30 de junho. O mais aguardado é sobre a extensão semeada, tanto para milho quanto para soja. Analistas aguardam aumento de área em cerca de 600 mil hectares (em relação à primeira intenção de plantio, de fins de março), para algo como 36,1MH no caso da soja.
– Em relação aos estoques existentes em primeiro de junho, o mercado espera um corte drástico em relação à mesma data do ano passado. Analistas avaliam que os estoques ao final do terceiro trimestre devem ficar em 21,6MT, ante 37,7MT de primeiro de junho do ano anterior.
– O mercado brasileiro começa a semana travado, porém com indicações de compra ligeiramente em alta, refletindo ganhos na bolsa norte-americana e no câmbio. Os prêmios também se apresentam mais firmes, na faixa de 40 a 60 cents no mercado spot.
– Indicações de compra no oeste do estado na faixa de R$ 145,00/147,00 e em Paranaguá, na faixa de R$ 150,00/152,00 por saca – depende de prazo de pagamento e, no interior, também do local de embarque.

MILHO – CBOT opera praticamente zerada, a U$ 5,30/setembro, neste momento, manhã de segunda-feira. Na sexta-feira, mercado fechou com 19 de baixa.
– Na última sessão, o mercado foi abalado pela decisão da Suprema Corte norte-americana que vai permitir certo alívio na mistura de biocombustíveis (etanol e biodiesel), sobretudo para as pequenas refinarias. Os dados ainda são preliminares, contudo, mercado cedeu bastante nos últimos pregões, se antecipando a esta possível decisão, representando aquela velha máxima do mercado, sobre boato e fato.
– Nesta quarta-feira serão divulgados os relatórios trimestral de estoques e o de área plantada nos EUA. Analistas esperam aumento de área de milho em mais de 1,0 milhão de hectares em relação à primeira intenção (final de março), para 37,97MH. Em relação aos estoques, em primeiro de junho (ao final do terceiro trimestre), analistas esperam um corte de cerca de 26MT no comparativo com primeiro de junho de 2020, para 106,8MT. Em março deste ano os estoques de milho em solo norte-americanos eram de 195,6MT.
– Segundo levantamento da consultoria Safras & Mercado, a colheita de milho na região Centro-Sul atinge 1,6%, ante 11,6% do mesmo período no ano anterior e média histórica de 10,7%. As coletas atingem 3,2% no Mato Grosso, 1% no Mato Grosso do Sul, 0,5% em Goiás e 0,2% no Paraná.
– O IMEA calcula que 9,7% das lavouras de milho no MT já foram colhidas, ante 31,6% da mesma data do ano anterior.
– De acordo com o DERAL, a safrinha do Paraná foi revisada para baixo, caindo de 10,3MT previstos em maio para 9,82MT neste mês de junho. No ano passado, a produção ficou em 12,17MT.
– Internamente, a semana começa com negócios praticamente paralisados. Poucas ofertas são observadas e as indicações de venda ocorrem a preços mais altos, diante da expectativa de uma intensa onda de frio que atinge o Paraná e o Mato Grosso do Sul. Parte das lavouras ainda se encontra nos estágios de desenvolvimento, floração e formação de grãos e podem ser severamente afetadas.
– Interesse de compra no oeste do Paraná na faixa de R$ 83,00/86,00 por saca, dependendo de localização e prazo; em Paranaguá, indicações na faixa de R$ 72,00/74,00 por saca.
CÂMBIO – Neste momento opera em leve alta, cotado a R$4,95. Na sexta-feira fechou em R$ 4,94. (Granoeste – Camilo / Stephan).