Comentário de Mercado

SOJA – CBOT opera em alta de 4 a 6 cents, a 14,57/agosto, neste momento, manhã de quinta-feira. Ontem, os principais vencimentos fecharam com ganhos acima de 30 cents. O mercado segue focado no comportamento climático nos campos do Meio Oeste. Cerca de 50% das áreas entraram em floração e parte delas já chegaram ao estágio de formação de vagens. Ou seja, a evolução das lavouras chegou ao período mais crítico para a determinação da produtividade, quando a demanda por umidade nos solos é maior.
– A meteorologia indica o retorno do tempo quente e seco a partir deste fim de semana e deve perdurar por um longo período em áreas centrais de cultivo, mas, sobretudo, nas porções oeste e norte do cinturão. Isto levanta preocupações sobre danos mais acentuados na fase crítica de evolução das lavouras, que perdura de fins de julho ao início de setembro.
– O USDA informou que as vendas semanais de soja dos EUA somaram, na última semana, 0,31MT. Na temporada, o volume chega a 61,9MT, ante 46,1MT do mesmo período do ano passado.
– Logo mais à tarde a associação das esmagadoras norte-americanas irá divulgar o relatório mensal de esmagamento. O mercado espera uma ligeira queda em junho, para algo como 4,3MT, ante 4,45MT do mês de maio. De qualquer maneira, a demanda interna segue aquecida.
– As exportações brasileiras de soja somaram 2,73MT no primeiro terço de julho, informa a SECEX. A previsão de embarques para o mês está entre 8,0MT e 9,0MT. Na temporada, os embarques totais do país chegam a 63,9MT, ante 63,6MT do mesmo intervalo do ano passado. Do volume exportado, 39,8MT, ou 62%, foi destinado à China.
– Internamente, os preços vêm se firmando nos últimos dias; porém, o volume de negócios segue bastante limitado. Apesar da queda no câmbio, que vem operando abaixo da faixa de R$ 5,10, os preços ganham suporte dos preços internacionais – CBOT e prêmios. Nos portos brasileiros, os prêmios no spot são indicados na faixa entre 85 e 95 cents sobre a CBOT.
– Indicações de compra no oeste do estado entre R$ 163,00/164,00 e em Paranaguá, na faixa de R$ 169,00/170,00 por saca – dependendo de prazo de pagamento e, no interior, também do local de embarque.

MILHO – A Bolsa de Chicago opera estável, a U$ 5,58/set, neste momento, manhã de quinta-feira. Ontem, a posição setembro fechou com ganhos de 17 pontos. Além do clima preocupante, os ganhos no petróleo também colaboram com o milho pela conexão através do etanol.
– O Mercado se mantém focado no clima norte-americano, com indicações de retorno de tempo seco e quente nos próximos dias em extensas áreas de cultivo, que vão desde o Meio-Oeste até as planícies ao norte, justamente quando começa o período crítico para a determinação safra. Para este final de semana, chuvas esparsas são esperadas em partes do Meio-Oeste; contudo, a previsão de seca e temperaturas elevadas a partir da semana que vem fazem com que estas precipitações não sejam suficientes para atenuar o clima adverso.
– Em modelagens mais recentes feitas pelo NOAA (Administração Atmosférica Oceânica Nacional), há indícios de retorno do La Niña nos próximos meses na região central do Brasil, agravando ainda mais um dos períodos mais quentes dos últimos 90 anos. De acordo com as modelagens, há possibilidade de 51% de volta do La Niña durante agosto/setembro e 66% durante novembro e janeiro. Segundo o INMET, caso o evento retorne, este deve ser fraco e de curta duração; contudo, seus efeitos mais intensos poderão ser sentidos durante a primavera e início do verão.
– O mercado doméstico se mantêm com preços firmes, sustentados pelas acentuadas perdas de produção e segue avaliando o impacto desastroso da longa estiagem e das geadas. Melhores levantamentos devem ser feitos até o final do mês, quando parte das áreas estiverem colhidas. A participação dos vendedores segue limitada. Indicações de compra são sugeridas na faixa entre R$ 97,00/99,00 no oeste do estado, dependendo de prazos e de localização; em Paranaguá, entre R$ 75,00/77,00.

CÂMBIO – opera em leve queda, cotado a R$ 5,07; ontem, fechou em R$ 5,084. (Granoeste Corretora: Camilo / Stephan).