Comentário de Mercado

SOJA – CBOT opera com acentuada queda, entre 25 e 27 cents, a U$ 14,14/agosto, neste momento, manhã de quinta-feira. Ontem, o mercado fechou com leves perdas nas posições próximas, pressionadas pelo óleo, e com leves ganhos nos vencimentos mais distantes, sob influência do clima irregular nos campos do Meio Oeste.
– Além de todo o complexo estar operando no campo negativo, o trigo registra perdas de quase 3%. Depois de sete sessões em alta, impulsionado pelas perdas na produção das lavouras de primavera, notadamente nas planícies do norte dos EUA, fundos e investidores atuam de forma agressiva na ponta vendedora, depois que os preços atingiram o maior patamar em mais de dois meses.
– Recentemente, os principais países produtores de soja (Brasil, EUA e Argentina) revisaram as exigências de adição de biocombustíveis na gasolina e no diesel. A tendência é que haja aumento da oferta de óleo e de etanol, com implicações na formação do preço da soja e do milho.
– No mercado interno, as indicações de compra respondem com queda em linha com as perdas verificadas na bolsa norte-americana. Tudo indica, no entanto, que o momento de pressão seja passageiro em razão das dúvidas climáticas sobre a evolução da safra norte-americana. Prêmios nos portos brasileiros são indicados na faixa de 80/90 no spot e entre 130/140 para embarque setembro.
– Indicações de compra no oeste do estado entre R$ 166,00/167,00 e em Paranaguá, na faixa de R$ 171,00/172,00 por saca – dependendo de prazo de pagamento e, no interior, também do local de embarque.

MILHO – A Bolsa de Chicago opera em baixa entre 14 e 15 cents, a U$ 5,57/set, neste momento, manhã de quinta–feira. Ontem, mercado fechou entre zerado e 2 de alta nos principais vencimentos.
– De acordo com levantamento da AIE (Administração de Informação de Energia), os estoques de etanol dos EUA estão em alta, alcançando o volume de 22,51 milhões de barris, aumento de 6,5% no comparativo com a semana anterior. O mercado esperava algo entre 20,1 e 21,2MB. Este aumento pode ser reflexo das recentes alterações na lei de obrigatoriedade da mistura de etanol na gasolina. Os estoques são os maiores em cinco meses.
– Além do aumento dos estoques, a produção de etanol está em queda nos EUA e é a menor em cinco semanas. A queda média na produção diária tem sido de 1,3% ao longo da última semana.
– Estimativa da consultoria Safras & Mercado, indica que a próxima safra brasileira de milho deverá alcançar 122,6MT, sendo 25,6MT no verão e 84,8MT no inverno. A atual temporada está estimada em 90,4MT.
– O mercado doméstico se mantém com preços firmes, sustentados pelas drásticas perdas de produção. A participação dos vendedores segue limitada. Indicações de compra são sugeridas na faixa entre R$ 10100/103,00 no oeste do estado, dependendo de prazos e de localização; em Paranaguá, entre R$ 80,00/83,00.
CÂMBIO – opera estável, cotado a R$ 5,19. (Granoeste Corretora: Camilo / Stephan).