Comentário de Mercado

SOJA – CBOT opera em alta de 9 cents, a 8,44/maio; na jornada anterior, fechou com ganhos de 4 cents. Fundos e especuladores retornaram às compras diante da promessa de que a China voltará de forma mais agressiva ao mercado dos EUA / com isto Chicago enfileira várias sessões de alta.
– Depois do colapso, os preços do petróleo em recuperação também jogam positivamente.
– Com preços em alta, soja pode ganhar espaço nos campos do Meio Oeste / milho encara redução de mercados, sobretudo com a drástica queda dos preços do petróleo, que o torna mais competitivo. China, porém, volta a mostrar interesse no milho norte-americano.
– Mercado de carnes também encara redução dos níveis de produção.
– Incertezas ainda dominam os mercados e o tornam muito volátil.
– Internamente, mercado continua extremamente ativo, diante da combinação positiva entre alta em Chicago e recordes na taxa cambial.
– Indicações de compra no oeste do estado na faixa entre R$ 97,50/98,50.

MILHO – CBOT opera em alta de 4 cents nesta manhã de quinta-feira, a U$ 3,22/maio. BMF trabalha a R$ 45,00, 1,19% de baixa.
– A alta é atribuída à recuperação, ainda que parcial, do preço do petróleo na Bolsa de NY – trazendo certa competitividade ao etanol. Além disso, há rumores de interesse chinês em 20MT de milho norte-americano para repor os estoques locais.
– A China deverá produzir 34MT de carne suína em 2020, 20% a menos que ano passado (42,5MT). A previsão de importação neste ano é de 3,85MT, 57% acima das 2,45MT importadas na temporada passada.
– A China deverá produzir 6,95MT de carne bovina, ante 6,67MT produzidas no ano prévio. As importações devem ficar na casa de 2,5MT, acima das 2,17MT adquiridas na temporada anterior.
– Além das acentuadas perdas no RS, a produção de milho em Santa Catarina é esperada com perdas de 10% devido à estiagem – avaliada agora em 2,59MT. O estado é o maior importador de milho do país, abastecendo grandes cadeias produtivas de aves, suínos e bovinos.
– Mercado se mantém retraído e travado. Volume de oferta tem sido maior nas últimas semanas, tanto de milho velho quanto de novo. Vagas indicações de compra – no oeste do estado – na faixa de 42,00/43,00.
CÂMBIO – Opera em alta, atingindo novos recordes históricos, a R$ 5,42 – mas logo na abertura chegou ao nível histórico de R$ 5,47. Ontem fechou em R$ 5,41. (Granoeste – Camilo – Stephan).