Comentário de Mercado

SOJA – Chicago opera em alta de 6 a 7 cents nesta abertura de semana, a U$ 8,46/julho. Na semana passada houve perdas de quase 2%; desde o início do ano, as perdas chegam a 13%.
– O mercado busca recuperação com base em fatores técnicos, com compras de fundos. Porém, a demanda física pelo produto também é evidente: o esmagamento da indústria dos EUA foi o segundo maior da história para o mês de abril, com 4,67MT; também, o USDA vem sinalizando mais compras da China nos últimos dias.
– Fatores decisivos a serem observados pelos próximos dias: evolução da pandemia do coronavírus e seus impactos sobre a economia; andamento do clima no Meio Oeste dos EUA, ritmo do plantio da nova safra e desenvolvimento inicial das lavouras; conflito comercial e geopolítico entre as duas maiores economias do mundo e seus reflexos sobre a demanda pelo produto dos EUA.
– No âmbito interno, o principal elemento a ser observado é o quadro político, que adiciona incertezas sobre o futuro da economia e promove intensa volatilidade no câmbio.
– A taxa de câmbio, operando em níveis historicamente altos, continua como principal vetor dos preços. Indicações preliminares de negócios no oeste do estado entre 106,00/108,00 por saca.

MILHO – CBOT trabalha em alta de 1 a 2 cents, cotada a 3,21/julho. Esta alta se deve aos ganhos observados no petróleo na bolsa de NY em quase 10%, além dos ganhos verificados nas bolsas Europeias.
– Apesar de algumas chuvas na semana passada, o milho safrinha ainda segue em deterioração no campo. De acordo com o DERAL, a safrinha de milho no Paraná é classificada em: 11% ruim; 36% média e 56% em boas condições – representando queda de 8% na categoria boa/excelente.
– O milho no Paraná se encontra em: 19% em desenvolvimento vegetativo; 40% na fase de polinização, 36% em enchimento de grãos e 5% na fase de maturação.
– No mercado interno, os preços se mantém firmes, com chance de negócios na ponta compradora na faixa de R$ 46,00/47,00 no spot.
– Indicações no porto na faixa de R$ 49,00/50,00.
CÂMBIO – Opera em baixa neste momento, na faixa de R$ 5,79. Sexta-feira fechou em R$ 5,841. (Granoeste – Camilo / Stephan).